Menu Fechar

8/4 – São Dionísio de Corinto, Bispo e Confessor

O Martirológio Romano dizia neste dia: “Em Corinto, o bem-aventurado Dionísio, bispo que, devido à ciência e à graça de que foi dotado para anunciar a palavra de Deus, não só ilustrou o povo da sua cidade e província, mas com as suas cartas ensinou também os bispos de outras cidades e províncias. Tinha tanto respeito aos romanos pontífices, que ao domingo mandava ler publicamente na igreja as suas cartas. Floresceu no tempo dos imperadores Marco Antonino e Lúcio Aurélio Cómodo.”

Nas suas Crónicas, Eusébio afirma que o bispo ainda vivia no 11.º ano do Imperador Marco Aurélio, ou seja, no ano de 171.

A única fonte pela qual hoje conhecemos Dionísio é Eusébio, pois São Jerónimo (De Viris Illustribus, cap. 27) utilizou-o como única fonte. Eusébio conhecia uma coleção de sete das Cartas Católicas às Igrejas de Dionísio, assim como uma carta para ele de Pinito de Creta, Bispo de Cnossos, e uma carta pessoal de conselhos espirituais a uma senhora chamada Crisófora.

A sua carta dirigida aos romanos é a única de que foram preservados alguns textos. O Papa Sotero tinha enviado esmolas e uma carta aos coríntios e, em resposta, Dionísio escreveu: “Pois este tem sido o nosso costume desde o começo, fazer o bem a todos os irmãos de muitas formas, e enviar esmolas para muitos cristãos em diferentes cidades, aliviando a pobreza dos que pediram ajuda, ajudando os irmãos nas minas com as esmolas que enviastes. Os romanos mantiveram o seu costume tradicional, aumentado até pelo seu abençoado bispo, Sotero. Este cedeu aos irmãos da sua abundância, e confortou com palavras abençoadas os irmãos que foram até ele, como um pai a seus filhos.”

Na Igreja grega, São Dionísio é celebrado como mártir a 23 de Novembro. Terá morrido tranquilamente, em santa paz, pelo ano de 180.


Foto: DR

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

9 + ten =