Menu Fechar

24/6 – Natividade de São João Baptista

São João Baptista é o único santo de quem se celebra o nascimento temporal, e o único que tem duas celebrações no calendário litúrgico, o nascimento e o martírio. Comemorando esse nascimento, a Igreja festeja a aurora da Redenção; seis meses antes do Natal, o nascimento do Precursor anuncia o mistério da Encarnação, e participa da sua grandeza.

Na Idade Média, a sua festa era considerada uma espécie de Natal do Verão, com três missas, como o Natal. A liturgia do dia ressalta a afinidade das duas festas.

O culto a São João Baptista era geral na Igreja, e revestia-se de uma importância extraordinária já no século iv. A festa mais antiga é a do dia de hoje.

 “Profeta do Altíssimo”, São João Baptista é figurado por Isaías e Jeremias. Como eles, e melhor do que eles, foi santificado desde o ventre de sua mãe, em virtude da missão que o esperava. O evangelho da Missa de hoje recorda os prodígios que assinalaram o seu nascimento.

Anunciando a seu pai Zacarias esse nascimento glorioso, disse-lhe o Arcanjo: “Tua mulher Isabel dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de João. Ele será para ti motivo de gozo e de alegria, e muitos se alegrarão com o seu nascimento; porque ele será grande diante do Senhor. Não beberá vinho nem outra bebida inebriante; e será cheio do Espírito Santo desde o ventre de sua mãe. Converterá muitos filhos de Israel ao Senhor seu Deus; e irá adiante dele com o espírito e a virtude de Elias, a fim de reconduzir os corações dos pais aos filhos, e os incrédulos à prudência dos justos, para preparar ao Senhor um povo perfeito” (Lc 1, 5-17).


Foto: Bartolome Esteban Murillo [Public Domain]

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

16 + 14 =