Menu Fechar

21/4 – Páscoa da Ressurreição

A festa da ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo é a mais importante do ciclo litúrgico, mais ainda que a do Natal, pois, como diz São Paulo, “se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé” (I Cor 15, 14).

A ressurreição de Cristo Jesus é o seu mais estupendo milagre, o facto mais glorioso da sua existência humana, a prova mais luminosa de sua divindade. É a base ou pedra angular da nossa fé. A ressurreição tem o seu coroamento na ascensão, e alcançará o seu triunfo completo no Juízo Universal.

A Páscoa, celebrando a vitória de Cristo e dos seus fiéis sobre a morte e o pecado, representa a passagem das almas do estado de culpa à condição de filhos amados de Deus. Está intimamente coligada com o Santo Baptismo, o qual não só é figura dessa vitória e passagem, mas a efectua, conferindo a vida espiritual da graça.

Por isso, o tempo da Páscoa deve lembrar-nos as exigências morais da vida nova adquirida no Baptismo, que assentam no princípio enunciado por São Paulo: ressuscitado com Cristo, o cristão levanta as suas aspirações para o Céu, para se desprender das satisfações terrenas e saborear as coisas do alto. Caberá ao Espírito Santo acabar de formar no baptizado o “homem novo”, que, pela santidade de vida, será testemunha de Cristo ressuscitado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

2 × 2 =